Campeão do mundo em 2006 pela Itália, Gianluigi Buffon, aos 35 anos, sabe que a carreira como jogador profissional está chegando ao fim. Porém, o goleiro tem a certeza que para que continue jogando em alto nível é preciso mais do que querer. Em entrevista divulgada pelo site Goal.com nesse domingo (24), o arqueiro comentou sobre a longevidade de sua trajetória e as chances que a Juventus tem na Liga dos Campeões.

“Vou continuar jogando enquanto me estimulem. A natureza me deu algo importante e eu preciso respeitar esses presentes. Não faria sentido encerrar minha carreira como um goleiro comum, o que eu nunca fui e nunca vou ser”, contou.

Buffon ainda foi questionado se considera-se com o melhor goleiro do mundo.

“Melhor do mundo? Tem Casillas, Cech, Neuer, Hart, também Lloris e Sirigu, que são muito bons”, lembrou, completando: “Eu acho que o talento de um jogador é avaliado quando ele para e faz um balanço de sua carreira”.

O clube que defende, a Juve, faz campanha invejável no campeonato italiano e pode ser considerada como a virtual campeã desta temporada. Porém, classificada para as quartas de final da Liga dos Campeões da Europa, enfrentará o poderoso Bayern de Munique. Para o veterano, é preciso ter pés no chão.

“Seria muito otimista, presunçoso, dizer que a Juventus pode vencer a Liga dos Campeões”, contrapôs de forma humilde o camisa 1 da Velha Senhora.

 

 

Sem mais artigos