O jogador Victor Cáceres parece querer muito jogar pelo Flamengo. A disputa entre a Associação de Futebol do Paraguai (APF)/Libertad(PAR) e Flamengo continua e o volante ainda não pode estrear pelo rubro-negro.Cáceres foi apresentado no dia 06 de Julho, mas não tem inscrição na CBF. A situação parece não ter saída e o volante decidiu correr o risco e não jogar mais pela seleção paraguaia para ter a oportunidade de defender o Mengão.

O departamento jurídico do Flamengo, o empresário do jogador Régis Marques e o próprio Cáceres irão à Fifa contra a APF por danos morais. A regularização do volante no futebol brasileiro está empacada.Caso a alternativa não dê certo, o rubro-negro e o jogador pensam na possibilidade de procurar a Organização das Nações Unidos (ONU) se o caso não for resolvido – o que é improvável.

O processo que está em curso na Fifa tem 13 dias para ser concluído. Assim, Cáceres teria condições de jogar no dia 11 de Agosto, no Engenhão, contra o Náutico.

No dia 30 de Junho o contrato do volante com o Libertad se encerrou e a equipe não recebeu nada com a saída dele. O Flamengo fez uma proposta de quatro anos de contrato e recebeu o sim do atleta.

Cáceres decidiu então repassar quase 800 mil dólares (ou R$ 1,6 milhão) ao Libertad para que fosse liberado antes do término do vínculo. O clube paraguaio recusou, decidiu segurá-lo e acusou o volante e seu representante de terem negociado diretamente com o Flamengo. Foi então que começou a confusão.

Sem mais artigos