Tentando acabar com a homofobia no Campeonato Espanhol, que terá sua nova temporada iniciada nos próximos dias, duas associações de esportistas homossexuais lançaram uma campanha no Twitter para combater o preconceito sexual. Usando as hashtags #LaLigaSinBiobia e #LaLigaSinTransfobia, a Halegatos e a Arcópoli estão engajadas em usar as redes sociais para promover o fim do preconceito no futebol.

Segundo informação do jornal AS, da Espanha, a ideia é colocar as hashtags nos trending topics e tornar a campanha cada vez mais popular, buscando assim uma conscientização maior de torcedores e fãs do futebol espanhol.

“Na Espanha, não há qualquer referência de algum jogador profissional que tenha assumido sua homossexualidade. Nem sequer há atletas que dão apoio a isso, como fez Manuel Neuer, que joga na Alemanha e apoiou que seus companheiros de equipe saíssem do armário. Além disso, profissionalmente, só Athletic Bilbao tem colaborado com uma campanha contra a homofobia, bifobia e a transfobia no futebol”, diz o anúncio da campanha no site das associações.

A declaração de Neuer citada no texto é a dita em entrevista à revista alemã Bunte, em 2011. “Quem é homossexual deveria dizer que é. Os torcedores se acostumariam rapidamente”, afirmou o camisa um na oportunidade. De acordo com o arqueiro, o mais importante era o desempenho do jogador em campo, não a orientação sexual.

Vale lembrar que, até o momento, apenas o meia Robbie Rogers, assumiu publicamente a sua homossexualidade. O atleta abandonou o futebol em fevereiro de 2013, aos 25 anos, mas voltou a jogar três meses depois, pelo Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos, ex-time de David Beckham.


Robbie Rogers entrando no time na vaga do brasileiro Juninho

Sem mais artigos