A delegação da Fifa que encerrou hoje em Lisboa uma visita aos estádios da candidatura em conjunto de Espanha e Portugal a sede da Copa do Mundo de 2018 ou 2022 avaliou a proposta dos dois países como “muito positiva”, informaram alguns de seus representantes.

Segundo eles, a candidatura ibérica tem “ótimas chances” de ser escolhida para organizar uma das edições do torneio. Em quatro dias de inspeção, os representantes da Fifa passaram por Madri, Barcelona, Porto e a capital portuguesa para conferir as condições de estádios, rede hoteleira e locais escolhidos para receber centros de imprensa.

O chefe da delegação, o chileno Harold Mayne-Nicholls, fez uma avaliação positiva da proposta e destacou a coordenação entre Espanha e Portugal.

“A candidatura ibérica é mais que uma esperança em matéria futebolística. Representa a união de duas culturas irmãs que, com a realização da Copa do Mundo, estariam em condições de mostrar ao resto do planeta a coesão de seus ideais em busca do bem comum para seus povos”, afirmou, em entrevista coletiva.

A Fifa decidirá quais países sediarão as edições do Mundial posteriores à do Brasil (2014) no dia 2 de dezembro deste ano, em Zurique.

Sem mais artigos