Craque do Santos na década de 60, onde formou o inesquecível ataque com Dorval, Mengálvio, Coutinho e Pelé, Pepe poderia ter aproveitado a potência de seus chutes em outro esporte.

Em entrevista ao programa “Bate-Bola”, da ESPN Brasil, nesta quinta-feira (11), o ex-jogador revelou que na época em que ainda atuava pelo Santos recebeu uma proposta para jogar futebol americano na função de kicker por uma equipe dos Estados Unidos.

O convite foi feito após uma partida onde Pepe marcou dois gols de falta. O atacante estava com 33 anos e em fim de carreira. “Depois do jogo, dois cidadãos vestidos de Al Capone vieram falar comigo para mim jogar futebol americano, só pra dar aquele chutão”, explicou o ex-jogador, brincando com o traje dos rapazes. “Fizeram até uma proposta de X ou Y”, acrescentou.

Apesar de não ter iniciado carreira no esporte da bola oval, com a redonda Pepe fez bonito pelo time da baixada. Em 750 jogos, entre 1954 e 1969, Pepe marcou 405 gols, marca que o coloca no posto de segundo maior artilheiro da história do Santos.

"Canhão da Vila" conta que foi convidado para virar kicker no futebol americano

Sem mais artigos