O Fenerbahçe ficará fora das competições europeias por dois anos, e o Metalist, por um, depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS) ratificou a punição por combinação de resultados imposta aos clubes pelo Comitê de Controle e Disciplina da Uefa.

O organismo internacional, com sede em Lausanne, divulgou nesta quarta-feira (28) a decisão, que confirma as da entidade que comanda o futebol europeu.

A punição da Uefa ao Fener foi consequência de uma condenação da justiça turca, que considera provadas as atividades de combinação de resultados, embora representantes da equipe tenham chamado os fatos de “atos individuais”.

O clube turco foi batido pelo Arsenal na última fase preliminar da Liga dos Campeões e teria direito a uma vaga na Liga Europa, mas está fora do torneio. No próximo dia 30, a CAS julgará o Besiktas, também punido pela Uefa e que recorreu à corte.

Já o clube ucraniano, que tinha avançado para a última fase prévia da Champions, foi sancionado “por participação em combinação de resultados” e foi substituído pelo PAOK Salônica.

Sem mais artigos