Os quatro nadadores brasileiros – entre eles o campeão mundial e olímpico César Cielo – pegos no exame antidoping após o Troféu Maria Lenk, realizado em maio no Rio de Janeiro, deverão comparecer a uma audiência na Corte Arbitral do Esporte (CAS) no dia 20 de julho em Xangai, onde neste sábado começou o Mundial de Natação.

Além de Cielo, apresentaram testes positivos para o diurético furosemina Henrique Barbosa, Nicholas Santos e Vinícius Waked.

A CAS, segundo o diretor-executivo da Federação Internacional de Natação (Fina), Cornel Marculescu, deverá tomar uma decisão sobre a participação ou não dos brasileiros no Mundial de Xangai.

Após o anúncio do resultado positivo para a substância proibida, a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos anunciou em comunicado em 1º de julho a decisão de sancionar os nadadores com uma “advertência” e a perda dos resultados no Troféu Maria Lenk, já que “não foi identificada culpa ou negligência” por parte dos atletas.

Os quatro alegaram que o diurético apareceu em suas amostras de urina por contaminação na manipulação de um suplemento alimentar legal que consomem.

Posteriormente, a Fina recorreu à CAS da decisão da federação brasileira, pelo que foi marcada a audiência, que acontecerá na Universidade de Direito de Xangai. 

CAS:Audiência de Cielo sobre doping será no dia 20

Sem mais artigos