A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou nesta quarta-feira (17) um vídeo gravado com a ex-auxiliar Ana Paula Oliveira, hoje secretária nacional da Escola de Arbitragem de Futebol, para tentar dar fim à polêmica sobre a marcação em excesso de pênaltis com toque da bola na mão dos marcados. 

A ex-bandeirinha aparece nas imagens dizendo que dará início a uma série de programas sobre regras do esporte, começando pela confusão mais recente que ganhou as manchetes esportivas nos últimos dias.

Imagens de algumas partidas do Campeonato Brasileiro são utilizadas por Ana Paula para apresentar exemplo da regra. Um duelo entre Cruzeiro e Náutico, disputado no Independência, em 2012, é colocado em destaque no vídeo por mostrar uma jogada de bola na mão dentro da área.

Lances dos pênaltis marcados contra Flamengo e Palmeiras, nos jogos contra Vitória e Fluminense, respectivamente, também são mostrados pela ex-auxiliar e colocados por ela como penalidades claras.

“A escola está de olho em todos os lances. 620 oficiais foram instruídos com esses conceitos. Todos devem ficar atentos. Os nossos instrutores estão à disposição. Lembrando que essas instruções são dirigidas pela FIFA e que em breve voltaremos com outros temas aqui na CBF TV”, afirma Ana Paula, na parte final do vídeo.  

Assista abaixo o vídeo completo divulgado pela CBF:

Polêmica na arbitragem

Apesar de ter sido escolhida para explicar as regras, Ana Paula Oliveira ficou marcada na arbitragem por algumas polêmicas dentro de campo, como a anulação de gols como em um clássico entre Corinthians e Palmeiras e também no duelo Botafogo e Figueirense, que acabou rendendo um gancho de 15 dias.

O sucesso que ex-auxiliar fez fora dos gramados, principalmente por conta do ensaio para a revista Playboy e as participações em reality shows, fizeram com que ela deixasse o quadro principal de arbitragem da Federação Paulista de Futebol.

Sem mais artigos