O nadador mais rápido da atualidade também foi o mais veloz na final dos 100m livre dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. Com o tempo de 47s84, o brasileiro bateu o antigo recorde pan-americano, que era dele próprio.

Cielo, que é um exímio “largador”, desta vez não começou a prova tão bem quanto geralmente faz. Ainda assim, já na batida dos primeiros 50m era visível a diferença do brasileiro para os demais.

Nos últimos 50m, Cielo abriu quase um corpo de vantagem e garantiu o terceiro ouro do Brasil nos jogos. 

Sem mais artigos