Os nadadores brasileiros Cesar Cielo, Nicholas Santos e Henrique Barbosa já podem respirar aliviados. Nesta quinta, a CAS (Corte Arbitral do Esporte), divulgou o resultado do veredicto sobre o exame que atestou positivo para o uso de substâncias irregulares e tiveram uma boa notícia: a punição da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) foi mantida e os três foram apenas advertidos pelo fato.

Com isso, Cesar Cielo fica liberado para disputar tanto o Mundial de Esportes Aquáticos, que começa neste final de semana, quanto os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. O único que não terá muito a comemorar é Vinícius Waked, que é reincidente e acabou sendo suspenso por um ano das competições.

“O painel da CAS (…) decidiu não aceitar o apelo feito pela Fina contra Cesar Cielo, Nicholas Santos e Henrique Barbosa e confirmar a advertência aplicada pela CBDA. O painel mantém o apelo da Fina contra Vinicius Waked e o suspende por um ano pelo segundo resultado positivo no antidoping”, afirma trecho do veredicto, que ainda citou o argumento de defesa, a já alegada “contaminação de um suplemento de cafeína que eles já usavam sob prescrição”.

Sendo assim, o processo, que foi acelerado por contra do Mundial, está encerrado, já que o CAS é a instância final na esfera esportiva. A Fina, que encaminhou o caso, até poderia recorrer ao Tribunal Federal Suíço, mas não deve fazê-lo.

Cesar Cielo é apenas advertido pela CAS e poderá disputar Mundial e Olimpíadas

Sem mais artigos