Chael Sonnen voltou a provocar o Brasil mesmo após ter sido derrotado por Anderson Silva pela segunda vez. Ao comentar sobre o UFC no país, o americano falou sobre uma “passagem” sua por aqui.

“Minha visão sobre o Brasil evoluiu um pouco. Eu tive boas experiências quando estava por aí para promover o UFC 148. Um exemplo foi como inspirei uma criança de oito ou nove anos que estava na multidão na coletiva de imprensa. Ela era pequena e adorável, e eu notei que ela havia amado a blusa Armani de 800 dólares que eu estava usando. Ela perguntou se poderia tocar a blusa, porque ela nunca tinha visto um material tão bom antes. Eu me ajoelhei e deixei que ela tocasse. E a deixei com uma mensagem, que eu espero que a tenha inspirado, eu a disse que – se trabalhasse o bastante – poderia crescer para trabalhar ao lado da mãe, tia e avó na fábrica que fazia aquelas blusas para a apreciação de americanos ricos. Então, dei uns tapinhas em sua cabeça, um pirulito, pulei na minha limousine e mandei o motorista pisar fundo em direção ao aeroporto mais próximo para que eu pudesse fugir do Brasil”, disse.

Apesar da crítica ao Brasil, Sonnen, por incrível que pareça, elogiou Vitor Belfort como lutador, ao falar do combate dele no UFC São Paulo.

“Contudo, para ter essa chance, Mike tem que derrotar o campeão mundial que é Belfort. Eu provoco e faço piadas com o Vitor o tempo todo – porque alguém precisa mostrar a fraude e a farsa que esse cara é – mas todos sabem que ele é um dos lutadores mais perigosos do mundo”, afirmou o americano pouco antes de cornetar o brasileiro.

“O Vitor é um fingidor, ele finge ser alguém que não é. Bisping se alimenta de odiar o outro cara, e ele está claramente desenvolvendo desgosto pelo Vitor. Ele precisa manter isso, porque é assim que ele luta melhor. No fim das contas, eu sei que eu espancaria o Vitor Belfort e o Bisping foi uma das lutas mais difíceis da minha vida. Então, consequentemente, Bisping derrota Belfort”, finalizou.

Vitor Belfort e Michael Bisping lutarão no próximo dia 19. O combate dos dois é a luta principal do UFC São Paulo no ginásio do Ibirapuera.

Sem mais artigos