O Chelsea anunciou nesta sexta-feira um lucro de 1,4 milhões de libras (R$ 4,56 milhões) no último ano fiscal, encerrado em 30 de junho deste ano, algo inédito desde que o clube foi adquirido pelo magnata russo Roman Abramovich, em 2003.

O clube londrino divulgou em comunicado que seu volume de negócios nesse período chegou ao número recorde de 255,7 milhões de libras (R$ 832,9 milhões), o que o transforma no quinto clube europeu em arrecadação.

De acordo com dados divulgados pela empresa de consultoria Deloitte em fevereiro deste ano, o Real Madrid foi o clube que mais arrecadou dinheiro em 2011, ao faturar 479,5 milhões de euros, seguido pelo Barcelona, que obteve 450,7 milhões de euros no período.

Os lucros anunciados nesta sexta pelo Chelsea aparecem um ano após divulgar perdas de 67,7 milhões de libras (84,62 milhões de euros). O clube londrino atribui a melhora aos resultados conquistados dentro de campo nos últimos 12 meses.

Na temporada passada, os ‘Blues’ conquistaram pela primeira vez a Liga dos Campeões, ao vencerem o Bayern de Munique, e conquistaram sua quarta Copa da Inglaterra em seis anos.

Além disso, o Chelsea lucrou 28,8 milhões de libras (R$ 93,7 milhões) em vendas de jogadores, e aumentou seus rendimentos quanto a outras atividades comerciais.

“Nossa filosofia de clube está baseada no sucesso. Neste ano, triunfamos tanto no campo, ao nos tornarmos a primeira equipe de Londres a conquistar a Liga dos Campeões, quanto fora dele”, disse o chefe executivo do clube, Ron Gourlay.

Para o dirigente do Chelsea, clube que foi comprado por Abramovich no valor de 200 milhões de euros, o desafio dos grandes times de futebol é “conquistar campeonatos ao mesmo tempo em que geram lucro”.

Sem mais artigos