Um dos melhores laterais da história do futebol mundial e talvez o que tenha o chute mais forte, Roberto Carlos já pode ser imitado. Pelo menos se depender de um estudo feito por físicos na França.

Os franceses analisaram o gol do lateral contra a França em amistoso em 1997 quando a bola fez uma curva incrível deixando o goleiro Barthez parado.

Em artigo publicado na revista “New Jornal of Physics”, os cientistas garantem que a cobrança pode ser repetida se utilizado muita força, acertar o efeito e a distância for grande.

“Nós mostramos que a trajetória natural de uma esfera quando ela gira é em espiral”, disse à Christophe Clanet, físico da Ecole Polytechnique de Paris, em entrevista à “BBC”. “Em um campo de futebol, às vezes nós vemos algo próximo a essa espiral ideal, mas a gravidade modifica um pouco as coisas”, completou.

Segundo o cientista, chutes potentes como o de Roberto Carlos consegue diminuir o efeito da gravidade sobre a bola.

Sem mais artigos