O caso de doping de Alistair Overeem colocou uma incógnita na cabeça de Junior Cigano dos Santos. O brasileiro, atual detentor do cinturão dos pesados, não sabe mais quem será seu adversário no UFC 146, programado para o dia 26 de maio. Mas, em entrevista ao blog “MMA por dentro da Arena”, de “O Globo”, Cigano já avisou que acredita que Frank Mir seria o lutador que mais mereceria brigar pelo título da categoria.

Apesar de acreditar que o americano mereça esta chance, Cigano continua treinando em função da luta contra Overeem e aguardando a decisão da organização do UFC para saber com quem irá lutar. Ao falar do holandês, o brasileiro disse que não vê Overeem como o maior desafio de sua carreira.

“Acho muito curioso ele ter ganhado três cinturões sem nunca ter sido pego no antidoping e logo de cara no UFC acaba sendo pego. Ele seria um bom desafio pra mim, mas meu maior desafio eu passei na luta pelo título contra o Cain [Velasquez]. Ele é o que mais se destaca e seria um grande desfio para mim. O Overeem seria um desfio bom, mas não seria meu maior desafio. Ele falha no condicionamento físico e na velocidade. Ele amedronta os leigos, mas quem sabe o que é ser um lutador sabe que ele não seria meu oponente mais difícil. A gente sempre diz que o próximo desafio será o mais difícil, até para se preparar mais, mas não acho que o Overeem seria meu maior desafio”, afirmou.

Caso o pensamento de Cigano se confirme e o adversário dele passe a ser Frak Mir, a rotina de treinos deve mudar consideravelmente. Para pegar Overeem, o brasileiro chamou um time de strikers bons na trocação e luta em pé. Já Mir é conhecido por ter um dos melhores jiu-jistu do UFC.

Sem mais artigos