O famoso cineasta Woody Allen foi riscado da lista vip no camarote do Madison Square Garden. O jornal americano New York Post noticiou que o torcedor ilustre dos New York Knicks não poderá mais assistir aos jogos do time, que faz péssima campanha nesta temporada da NBA.

O motivo apontado pela publicação foi a recusa de Allen em fazer promoção para a MSG Network, que transmite os jogos do time. O declínio foi mal aceito por James Dolan, proprietário da franquia, que proibiu o cineasta, quatro vezes ganhador do Oscar, de entrar na Suíte 200, local exclusivo do Madison Square Garden em que celebridades assistem aos espetáculos.

“Ele (Allen) recebeu uma ligação de alguém da MSG dizendo que haviam comprado os direitos de vários filmes do Woody para o canal da MSG e queriam que ele fosse ao ar, falasse sobre os filmes e que os apresentasse. Woody então disse que não ficaria confortável fazendo tal coisa. Ele nunca fez esse tipo de serviço para programas ou canais de TV. Eles então disseram que isso era um ‘acordo recíproco’ e que se o Woody não fosse gravar para eles, ele não deveria mais comer no restaurante vip. Woody disse ‘tudo bem’ e agradeceu a eles pelos muitos anos em que aproveitou aquele espaço”, relatou uma fonte de Woody Allen.

Um porta-voz do Madison Square Garden, por sua vez, não quis comentar o assunto, mas lembrou que Allen nunca fez nada para ajudar o time ou para a instituição de caridade de Dolan, diferentemente de outros colegas do diretor, como Spike Lee e Matthew Modine.

Cineasta Woody Allen é barrado dos jogos dos Knicks no Madison Square Garden

Sem mais artigos