Londres, 21 fev (EFE).- O zagueiro John Terry, capitão do Chelsea, permanecerá afastado dos gramados de seis a oito semanas devido a uma cirurgia no joelho direito a que terá que ser submetida por vir sentindo dores no local desde o começo de janeiro, segundo informações publicadas nesta terça-feira pela “BBC”.

O zagueiro inglês, que se machucou ao chocar contra uma trave no dia 8 de janeiro, voltou a sentir o problema nesta terça, depois de ter treinado normalmente na segunda-feira visando a partida contra o Napoli, pela Liga dos Campeões.

Ao acordar no hotel de concentração dos ‘Blues’, Terry sentiu uma forte dor no joelho, por isso os médicos da equipe inglesa decidiram não deixá-lo jogar contra os italianos.

O zagueiro estava há três semanas de repouso para se recuperar da lesão e voltaria a campo justamente nesta terça para reforçar a defesa do Chelsea, que sofreu gol em todos os jogos em que o jogador de 31 anos esteve de fora.

A cirurgia também impedirá Terry de participar do amistoso entre Inglaterra e Holanda, o primeiro depois de ter perdido a braçadeira de capitão do ‘English Team’ devido aos supostos insultos racistas ao zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers. EFE

Sem mais artigos