Nadando de braçada na Série B do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras não vive um momento semelhante no campo financeiro. Com diversas dívidas  pendentes, o clube, através do Conselho de Orientação e Fiscalização (COF), aprovou um empréstimo de R$ 54 milhões com um fundo de investimentos. A informação é da coluna De Prima do jornal Lance! desta quarta-feira (02).

O valor total aprovado pelo COF, transferido via grupo ligado ao Banco Votorantim, será pago pelo Palmeiras no decorrer de quatro anos, com juros acertados em 1,05% ao mês.

Dos R$ 54 milhões emprestados, R$ 20 milhões (quase 40% do montante) serão utilizados pelo clube para pagar empréstimos tomados pelo presidente Paulo Nobre, que revelou recentemente ter utilizado dinheiro pessoal para ajudar o clube.

As garantias financeiras entregues ao banco foram dadas pelo pelo Palmeiras e também pelo presidente em exercício.

Sem mais artigos