A Comissão Executiva do Comitê Olímpico Internacional decidiu nesta terça-feira (11) em Sochi, na Rússia, retirar a suspensão imposta em dezembro de 2012 ao Comitê Olímpico Indiano, que no domingo (09) passado realizou eleições em cumprimento ao requisito exigido.

O perdão terá um efeito imediato sobre os três atletas indianos que participam dos Jogos de Sochi, que estavam competindo sob bandeira olímpica e que a partir de hoje poderão disputar suas modalidades em nome de seu país.

Na cerimônia de encerramento dos jogos, no dia 23 de fevereiro, os atletas desfilarão com a bandeira indiana, que também será içada na Vila Olímpica.

Segundo o COI, as eleições foram realizadas de acordo com os requisitos exigidos pelo organismo, incluindo a condição de uma pessoa condenada ou acusada por um crime não poder se candidatar a nenhum cargo.

O COI suspendeu a Índia em dezembro de 2012, quando cidadãos acusados de corrupção foram eleitos para a diretoria do comitê nacional.

Esta é a primeira vez que o COI retira a suspensão de um de seus membros durante os Jogos Olímpicos.

No pleito, foi eleito para presidente do Comitê Olímpico Indiano o presidente da Federação Mundial de Squash, Narayna Ramachandran. 

Sem mais artigos