O nadador Daniel Dias conquistou seu sexto ouro nos Jogos Paraolímpicos de Londres, neste sábado, manteve 100% de aproveitamento e, de quebra, ainda se tornou o brasileiro com o maior número de medalhas na história da competição, superando Clodoaldo Silva e Ádria Santos.

A sexta medalha do nadador foi conquistada na prova dos 100m (classe S5). Segundos após cair na piscina do Centro Aquático de Londres, Dantas já ostentava uma boa diferença para os demais competidores e, no final da prova, terminou com uma vantagem de mais de cinco segundos para o segundo colocado, o americano Roy Perkins, marcando o tempo de 1min09s35. A terceira colocação ficou com o espanhol Sebastian Rodriguez.

Ao contrário das provas anteriores, Dias, de 24 anos, não conseguiu bater sua melhor marca pessoal nesta distância, conquistada há seis dias durante a final do revezamento 4×100 estilo livre, quando bateu o recorde mundial com o tempo de 1min08s39.

O brasileiro, que nasceu com má-formação nas pernas e nos braços, disse que as conquistas são fruto de um trabalho árduo.

“Foi muito difícil, mas estou muito emocionado. Tudo isso é recompensa de todo trabalho realizado, é fantástico. Ao longo da minha vida passei muitas dificuldades, mas agora tudo foi superado”, contou Dias.

O nadador já tinha entrado para a história do país ao conquistar nove medalhas nos Jogos de Pequim (quatro de ouro, quatro de prata e uma de bronze).

Além disso, Dias, Prêmio Laureus do esporte adaptado em 2009, bateu cinco recordes mundiais e um recorde paralímpico em Londres.

O brasileiro ainda tem chances de conquistar mais uma medalha na prova do revezamento 4×100 estilo medley, que será realizada ainda neste sábado.

Com 6° ouro, Daniel Dias se confirma como maior medalhista da história em Paraolimpíadas

Sem mais artigos