Na tarde deste sábado, o Corinthians e a construtura Odebrecht finalmente assinaram o acordo para a construção do estádio na região de Itaquera. Durante a festa de aniversário dos 101 anos do Timão, que contou com a presença do ilustre torcedor e ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do clube Andrés Sanchez firmou o acordo para as obras no Itaquerão, que deve custar cerca de 820 milhões e terá capacidade para 48 mil torcedores.

A ideia do projeto continua tendo em vista sediar a abertura da Copa do Mundo de 2014. Para que isso aconteça, o estádio receberá cerca de 20 mil assentos retratéis, ampliando de forma provisória a capacidade para 68 mil lugares.

A construtora declara que o financiamento do estádio ocorrerá através do Fundo de Investimento Imobiliário (FII). O dinheiro será coletado das vendas de cotas de participação e com o recebimento de Certificados de Incentivo ao Desenvolvimento (CID), que serão feitos após a conclusão da obra.

Corintiano declarado e engajado no projeto desde o início, Lula não escondeu a alegria com assinatura do contrato. “Quando eu era muito menino, muitos presidentes já haviam prometido o estádio, até chegar o Andrés. Não foram poucas as vezes que nós nos reunimos para isso”, revelou Lula.

Sem mais artigos