Em noite de péssima arbitragem, o Palmeiras conseguiu bater Coritiba por 2 a 0 em Barueri e se aproximou do título da Copa do Brasil

O Palmeiras era o mandante do jogo, mas quem dominou toda a etapa inicial foi o Coritiba, desde os primeiros minutos, exceto pelos acréscimos, quando o time paulista abriu o marcador.

Logo com sete minutos, Junior Urso puxou um belo contra-ataque e saiu na cara do goleiro Bruno, mas o atleta não passou para o companheiro e perdeu a primeira grande chance. No lance seguinte, Rafinha foi quem desperdiçou a oportunidade.

O Coritiba voltou a assustar com 20 minutos. Após tabelar com Rafinha, William bateu cruzado e Bruno salvou o time. Com 32 minutos, o Coxa perdeu outra bela chance. Após chute para o alto de Thiago Heleno, Gil não conseguiu dominar a bola.

Tudo se encaminhava para o fim do primeiro tempo quando o Palmeiras teve sua primeira chance no jogo com 46 minutos. Após cruzamento para o meio da área, o juiz marcou um pênalti duvidoso para os paulistas. Na cobrança, Valdívia converteu e abriu o marcador.

Na etapa final, com a vantagem no placar, o Palmeiras conseguiu controlar melhor as ações ofensivas. Aos 19 minutos, o zagueiro Thiago Heleno desviou cruzamento de Marcos Assunção e fez o segundo dos paulistas.

O jogo seguia a favor do Palmeiras até que aos 24 minutos, o meia Valdívia fez uma falta boba no meio de campo e foi expulso pelo árbitro.

Com 36 minutos, o Palmeiras teve a chance de ampliar. Em contra-ataque, Maikon Leite saiu na cara do goleiro Vanderlei, driblou o arqueiro e chutou, mas errou a finalização.

Essa vitória deixa o Palmeiras muito próximo do título. O time pode até perder por um gol de diferença para ficar com a taça.

Sem mais artigos