Os problemas e as várias especulações que rondaram a equipe do Flamengo durante a semana não entraram em campo nesta quarta-feira (1º), no estádio do Engenhão. No jogo decisivo contra o Real Potosí (BOL), a equipe brasileira se impôs desde o início e venceu a partida por 2 a 0, classificando-se para a fase de grupos da Taça Libertadores da América.

Como havia perdido a primeira partida por 2 a 1, o Mengão precisava ir para cima do adversário para conquistar a vaga na fase seguinte da competição. E foi isso o que aconteceu. Desde o começo com Ronaldinho inspirado, o Flamengo foi superior e sempre buscou o gol. Mas ele veio apenas aos 39 minutos da primeira etapa. Foi quando Ronaldinho cobrou falta na cabeça de Leo moura que apenas desviou para abrir o placar.

No segundo tempo, o Flamengo continuou levando mais perigo, mas não conseguia ampliar o marcador. Até que aos 47, Negueba roubou a bola na ponta direita, rolou para Léo Moura. O lateral cruzou para Ronaldinho, que dominou, deu um drible desconcertante em Jiménez e tocou na saída do goleiro. Golaço que garantiu o Flamengo no grupo 2 da Libertadores, ao lado de Emelec (EQU), Lanús (ARG) e Olimpia (PAR).

Inter leva susto, mas se garante

Na Colômbia, o Internacional levou um grande susto logo aos 3 minutos de jogo, quando o Once Caldas abriu o placar com Luis Nuñez cobrando pênalti. Entretanto, logo aos 11, D’Alessandro igualou o placar também de pênalti. Tinga para o Inter e González para os donos da casa ainda balançaram a rede, mas ficou nisso.

Com o 2 a 2 no placar e a vitória no jogo de ida por 1 a 0, o Inter se classificou para o grupo 1 da fase de grupos da Libertadores. A equipe gaúcha terá pela frente Juan Aurich (PER), Santos e The Strongest (BOL).

Sem mais artigos