A expectativa era pelo “segundo 100º gol de Rogério Ceni”, mas quem roubou a cena foi o camisa 9 do Corinthians. Facilitado pela expulsão de Carlinhos Paraíba ainda no primeiro tempo, o time do técnico Tite soube explorar a vantagem numérica e massacrou o São Paulo no segundo tempo, aplicando uma goleada história por 5 a 0 no Pacaembu.

A derrota são-paulina também põe fim à invencibilidade da equipe tricolor, que até este domingo havia apenas vencido no torneio. Apesar de manter a liderança, o São Paulo agora pode perder o posto quando o Timão fizer seu jogo atrasado contra o Santos, no dia 10 de agosto.

Expulsão e show corintiano

O lance capital do jogo ocorreu aos 40 minutos da etapa inicial. Foi quando o volante Carlinhos Paraíba derrubou Paulinho e recebeu o cartão vermelho.

Foi então que, logo no começo do segundo tempo, a dupla Danilo e Liedson mostrou que iria dar trabalho ao gol de Rogério Ceni. O meia do Timão abriu o placar logo no primeiro minuto da etapa final. Ele invadiu a grande área e deu um corte desconcertante em Bruno Uvini e Ceni, tocando com categoria.

Sete minutos depois, Jorge Henrique cabeceou, Ceni espalmou e a bola sobrou para Liedson ampliar. Só o Corinthians atacava, e Ralf chegou a disparar uma bomba na trave são-paulina, antes de Liedson fazer seu segundo gol. O camisa 9 recebeu lançamento de Danilo e encheu o pé. Sem chances para Rogério.

O São Paulo continuava sem se achar e o quarto gol veio aos 34, novamente com Liedson e passe de Danilo. Para encerrar a goleada, Jorge Henrique resolveu arriscar de longe, aos 38, e Rogério Ceni aceitou. Frango do goleirão e fim de jogo.

Sem mais artigos