A Comissão Jurídica do COI deu sinal verde nesta terça-feira à fusão das federações de beisebol e softbol, que tentam fazer com que os dois esportes retornem aos Jogos Olímpicos, já que não fazem mais parte da disputa.

O beisebol virou esporte olímpico em Barcelona-1992, e o softbol apareceu na programação do evento pela primeira vez em Atlanta-1996. Por decisão do COI, ambos os esportes estão fora das Olimpíadas de 2012, em Londres, e de 2016, no Rio de Janeiro.

O alemão Thomas Bach, presidente da Comissão, expôs à assembleia do COI nesta terça-feira que as duas federações aprovaram a fusão, e que agora deverão deliberar em suas respectivas assembleias.

Se a proposta for aceita, de acordo com Bach, “haverá uma única federação, com um único presidente”.

A partir daí, para voltar ao programa esportivo dos Jogos Olímpicos de 2020, a nova federação deverá seguir o procedimento habitual: fazer o pedido ao COI e aguardar a votação da assembleia olímpica do próximo ano, que será realizada em Buenos Aires.

Se a proposta das federações for aceita, este será o único esporte a ter duas modalidades diferentes: beisebol para os homens e softbol para as mulheres.

Para tentar entrar nos Jogos Olímpicos de 2020, alguns esportes como caratê, patinação, squash, wakeboard, escalada e wushu aguardam votação.

Sem mais artigos