O Strikeforce, principal concorrente do UFC em torneios de MMA, está atraindo os olhares dos admiradores de lutas marciais mistas do mundo inteiro. O motivo é a ressurreição de um antigo modo de disputa: o GP.

Bastante famoso principalmente no Japão, quando o Pride ainda existia, este tipo de evento reúne lutadores que se enfrentam em uma espécie de mata-mata – no caso do Strikeforce, a começar pelas quartas de final. Estarão dentro da disputa os oito melhores lutadores de peso pesado do evento.

As duas primeiras lutas acontecerão neste sábado, em Roseland Ballroom, em Nova Iorque. Irão abrir o GP os combates entre o fenômeno Fedor Emelianenko e o brasileiro Antônio ‘Pezão’, além de Andrei Arlovski contra Sergei Kharitonov.

A expectativa é tanta para ver os lutadores em ação que na última terça-feira, quando foram apresentados os lutadores que irão compor o GP, mais de 1.500 pessoas compareceram ao local para ficar mais perto dos ídolos, tirarem fotos e pedirem autógrafos. Além das duas lutas deste sábado, ainda subirão no octógono o brasileiro Fabricio Werdum, famoso por ter vencido Emelianenko, e o atual detentor do cinturão, o holandês Alistair Overeem, entre outros.

Sem mais artigos