Dana White, presidente do UFC, confirmou em entrevista ao canal americano “ESPN” aquilo que todos estavam esperando: Anderson Silva irá colocar o cinturão dos médios em jogo contra o norte-americano Chael Sonnen.

A luta deve ocorrer apenas em 2012, mas já sobram ingredientes para fazer deste duelo um dos mais esperados da história do UFC. As diversas provocações – com algumas respostas também, é bom dizer – vindas por parte de Sonnen deixaram não apenas Anderson Silva, mas todos brasileiros que acompanham MMA contando os segundos para que fosse oficializado o combate (veja na galeria acima algumas destas declarações polêmicas).

Os dois já se enfrentaram. Foi em 2010, no UFC 117, quando Anderson Silva manteve o cinturão depois de encaixar um triângulo de perna no último round. Antes so combate com o Spider, porém, Sonnen não era tido como um dos lutadores de maiores destaque do Ultimate Fighting Championship. Entretanto, o norte-americano soube promover a luta, provocou e, diga-se de passagem, lutou muito bem naquele dia 7 de agosto.

O cartel de Chael Sonnen no MMA não é para assustar o atual melhor lutador da modalidade. O americano de 34 anos possui 26 vitórias, 11 derrotas e 1 empate. Especialista em Wrestling, ele adora levar a luta para o chão. Já na luta em pé, a vantagem de Anderson Silva é inquestionável.

Confronto adiado

Apesar de ter sido confirmada apenas agora, a revanche entre os dois já deveria ter acontecido. Pouco depois da luta de 2010, o próprio White declarou que gostaria de ver os dois novamente no octógono. Mas, os planos do dirigente tiveram que mudar após Sonnen ter sido flagrado no exame antidoping, feito depois da luta contra Anderson.

Em virtude do doping, o norte-americano ficou seis meses afastado do octógono. Em seu retorno aos grandes eventos do UFC, Sonnen bateu o compatriota Brian Stann depois de uma submissão no segundo round.

Depois de tanto aclamar, finalmente Chael Sonnen terá a chance de ter novamente Anderson Silva pela frente. Já o brasileiro tem a oportunidade de responder no octógono às diversas provocações do norte-americano.

Sem mais artigos