Segundo a Folha de S. Paulo desta quarta-feira, o Santos teve um “incentivo a mais” para viajar ao Uruguai: a Confederação Sulamericana de Futebol (Conmebol) notificou o Santos de que a equipe perderia por W.O. caso não viajasse para a disputa da primeira partida final da Copa Libertadores da América, nesta quarta.

O Peixe pleiteava o adiamento da partida por conta das dificuldades para viagens aéreas na América do Sul após o vulcão Puyehue emitir cinzas que interditaram parte dos aeroportos do subcontinente.

Se o W.O. de fato, se confirmasse, o resultado seria contabilizado como 3 a 0 a favor do Peñarol e o Santos seria multado. A situação delicada causou irritação na diretoria do clube, que cobrou uma presença incisiva de Ricardo Teixeira, presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Para eles, se o mandatário brasileiro tivesse intercedido junto ao presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, a situação poderia não ter chegado a esse ponto.

Sem mais artigos