Mesmo com uma tendinite no punho esquerdo, o tenista argentino Juan Martín del Potro anunciou na noite da última quarta-feira (12) que irá contrariar uma ordem médica e participará dos confrontos de semifinais da Copa Davis contra a República Tcheca, que acontecem a partir da próxima sexta-feira em Buenos Aires.

Del Potro, oitavo colocado no ranking da ATP, treinou nesta quarta com os outros integrantes da equipe argentina no estádio Mary Terán de Weiss, e anunciou sua decisão de jogar.

“Vou fazer esforço e darei meu máximo”, disse o tenista, que deveria repousar durante duas semanas por recomendação médica. No entanto, ele preferiu correr riscos e demonstrar comprometimento com a equipe do país.

“Apesar da lesão, vou me arriscar, me esforçar ao máximo, como sempre. Espero que as coisas saiam bem”, acrescentou ‘Delpo’.

Eliminado nas quartas de final do US Open pelo sérvio Novak Djokovic, o número 1 do tênis argentino visitou o médico americano Richard Berger, que deu recomendações para que não praticasse tênis até o fim do mês. O atleta de 23 anos, porém, decidiu adiar a pausa.

A Argentina, que nos outros jogos de simples terá Juan Mónaco, sofreu o desfalque de David Nalbandian por causa de um problema muscular, fazendo com que Eduardo Schwank jogue a partida de duplas, no sábado, ao lado de Carlos Berlocq, estreante na Davis.

Do outro lado, a equipe da República Tcheca será composta por Tomas Berdych, que perdeu nas semifinais do US Open para o britânico Andy Murray (campeão), Radek Stepanek, Lukas Rosol e Ivo Minar.

Sem mais artigos