O Peru sequer se classificou para a Copa do Mundo de 2014, mas o país da América do Sul acompanhou o Mundial do Brasil pela televisão e a repercussão dos grandes craques da competição trouxe uma espécie de ‘herança futura’ para os peruanos. Diversas crianças recém-nascidas foram registradas com nomes de jogadores que disputaram o torneio desse ano, sendo Neymar o favorito e o mais lembrado pelos pais dos bebês.

Nada menos que 455 crianças que nasceram nas primeiras semanas da Copa do Mundo de 2014 foram batizadas com o nome de Neymar. Outros 16 meninas foram registrados como Neimar, com a letra ‘i’, de acordo com informações do Registro Nacional de Identificação e Estado Civil (RENIEC) da cidade de Lima, capital do Peru.

O segundo nome mais colocado nas crianças peruanas no período da Copa foi Lionel, em alusão a Messi. Exatos 140 meninos foram registrados assim. Enquanto que 123 foram batizados como James, 41 como Cristiano, 23 como Ronaldo, 23 como Arjen e outros 23 como Robben.

O mais engraçado da situação é que nomes como Neymar, Neimar, Lionel, James, Cristiano, Ronaldo, Arjen e Robben não são usados no Peru, mostrando assim a fora que o futebol exerce no país, que sequer disputou o último Mundial.

Sem mais artigos