Atual campeão da Taça Libertadores, o Corinthians se garantiu nas oitavas de final desta edição do torneio continental nesta quarta-feira ao vencer o Millonarios por 1 a 0 no estádio El Campín, em Bogotá.

O Timão chegou a dez pontos no grupo 5 da competição e assumiu a liderança, superando o Tijuana no saldo de gols. Os mexicanos também se colocaram entre os 16 melhores, já que San José, da Bolívia, e Millonarios têm cinco pontos cada e estão eliminados.

O único gol de um jogo equilibrado e difícil para a equipe paulista na capital colombiana foi marcado por Danilo, no começo do segundo tempo.

Para garantir a primeira posição da chave sem depender de um tropeço do Tijuana, o Corinthians precisará de uma vitória sobre o San José na próxima quarta, no Pacaembu.

O técnico Tite não pôde contar com o meia Renato Augusto e o atacante Paolo Guerrero. Lesionados, os dois jogadores, importantes no esquema do treinador, deram lugar a Romarinho e Emerson.

Já o Millonarios, algoz de Palmeiras e Grêmio na última Copa Sul-Americana, não teve desfalques para o jogo. O atacante Rentería, ex-jogador de Internacional, Atlético-MG e Santos esteve em campo e foi um dos destaques de seu time.

O jogo começou com uma pressão do time da casa, que com cinco minutos levou perigo duas vezes. Na primeira, Ochoa cruzou e Torres cabeceou muito perto da trave direita; na segunda, Montero chutou forte de dentro da área e Cássio fez boa defesa.

O Corinthians demorou a se encontrar em campo. Embora não fosse muito ameaçado, a equipe paulista também não conseguia se aproximar do gol adversário. Isso foi acontecer apenas 23 minutos do primeiro tempo, quando Romarinho bateu falta na cabeça de Paulinho, que finalizou por cima.

Aos poucos, o atual campeão da América e Mundial foi se encontrando, e o goleiro adversário foi incomodado novamente aos 31. Emerson acelerou sozinho pela esquerda e encheu o pé. Zapata defendeu com segurança.

O arqueiro da equipe colombiana brilhou mais uma vez aos 37, quando Danilo descolou lindo passe para Alexandre Pato. O camisa 7 chegou batendo e Zapata fez ótima intervenção. Quatro minutos depois, foi a vez do próprio Danilo tentar, batendo de perna direita após tirar da marcação de Torres, mas a bola encobriu a meta.

A emoção que faltou em boa parte da primeira etapa foi vivida logo no começo da segunda. Aos quatro minutos, Montero soltou a bomba de fora da área, a bola passou entre os braços de Cássio e explodiu no travessão.

Com o susto, o Corinthians despertou e chegou perto de abrir o placar aos sete. Romarinho bateu falta novamente e Danilo cabeceou rente à trave.

Cinco minutos depois, porém, o time paulista enfim acertou o alvo e fez 1 a 0. Jorge Henrique, que segundo antes substituíra Pato, rolou para Danilo, que chutou rasteiro no canto esquerdo, sem defesa para Zapata.

Como só a vitória servia, o Millonarios não teve outra opção a não ser buscar o ataque. Aos 19, Perlaza fez o chuveirinho e Cássio voltou a falhar, mas Candelo e Rentería não alcançaram a bola. Dois minutos depois, Franco aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou para fora.

A pressão da equipe colombiana ia aumentando e, aos 23, Ochoa foi acionado na direita, entrou na área e bateu na forte, acertando a rede, mas pelo lado de fora.

O Corinthians conseguiu conter o ímpeto do adversário trocando passes e colocando mais um zagueiro, mas voltou a ser atacando aos 32 minutos. Rentería arriscou de fora da área, contou com um desvio e por pouco não acertou o canto esquerdo.

O gol dos donos da casa parecia questão de tempo e quase saiu aos 38. Depois do escantio, a zaga afastou mal, Perlaza pegou a sobra e emendou uma bomba que passou perto do travessão.

A última boa tentativa do Millonarios aconteceu dois minutos depois, com Rentería. Montero encheu o pé de fora da área, Cássio fez a defesa, mas deu rebote no pé do atacante, que concluiu para fora.

Sem mais artigos