Cristiane Justino Venâncio Santos, mais conhecida como Cris Cyborg, não tem medo de desafios. Ao menos foi o que garantiu a lutadora em entrevista ao site do “Sportv”.

“Sempre falo que os homens eu deixo com o Cyborg, que é meu marido. Acho que não tem nada impossível, mas vou estar sempre em desvantagem, né? Poderia fazer uma boa luta. Seria uma experiência, lutar com homem é mais difícil. Mas acho que a Comissão Atlética não permitiria”, disse Cyborg.

Campeã do peso pena (até 66kg) do Strikeforce, a brasileira tem um cartel de lutas invejável. Cyborg só foi derrotada em sua primeira luta dos 12 combates que disputou.

Apesar de topar encarar homem para um combate, a lutadora garante que quem mandar em casa é seu marido.

“Acho que é o Cyborg (que manda em casa). Mas normalmente a última palavra é da mulher, né? Mas depende, nós entramos em um consenso. Temos um casamento normal. O problema é que ficamos muito tempo juntos. É mais difícil a convivência”, completou.

Sem mais artigos