O atacante português Cristiano Ronaldo admitiu, em entrevista publicada nesta quinta-feira (17)  pela revista francesa So Foot, que a regularidade que apresenta ao longo da carreira pode ser parâmetro para colocá-lo entre os maiores jogadores do futebol mundial.

“Joguei com jogadores com um talento incrível. Melhores do que eu? É difícil dizer. Mas o critério que não falha é a regularidade. Muitos são bons por cinco, 10 ou 15 partidas, mas é preciso ser bom em 60 partidas na temporada”, disse.

Na conversa, Cristiano Ronaldo ainda afirma que depois de ter vencido a Bola de Ouro de melhor jogador do mundo em 2013, trabalha mais todos os dias para “ser digno” ao prêmio.

Um dos grandes astros da próxima Copa do Mundo, que será disputada neste ano no Brasil, o português admite que seria “uma consagração” ganhar o torneio ou a Eurocopa para seu país.

“Sei que será difícil, mas tudo é possível com trabalho”, concluiu o camisa 7 mais importante da atualidade.

Sem mais artigos