Campeão em 2010 e vice em 2011, o russo Nikolay Davydenko disputará a final do ATP 250 de Doha (Catar) pela terceira vez na carreira neste sábado após ter vencido o espanhol David Ferrer, primeiro cabeça de chave, na noite da última sexta-feira (04), em uma das semifinais.

Em 1h03min de partida, Davydenko venceu Ferrer, atual quinto colocado do ranking mundial, por 2 sets a 0, com parciais de 6-2 e 6-3.

Além da vaga na decisão, o triunfo valeu para o atleta de 31 anos a quebra de um jejum de dois anos sem superar um adversário do top-10. A última vitória sobre um tenista desse porte havia acontecido há dois anos, justamente em Doha, contra outro espanhol: Rafael Nadal, então líder da lista da ATP.

Davydenko tem um retrospecto amplamente favorável na capital catariana, com 24 vitórias e oito derrotas. Neste ano, ele se colocou na decisão sem perder um set sequer e tendo apenas um de seus 27 serviços quebrado.

Na final, o atual 44º colocado do ranking terá pela frente o francês Richard Gasquet. O segundo cabeça de chave do torneio derrotou nas semifinais o alemão Daniel Brands por 2 sets a 0, com um duplo 7-5.

Sem mais artigos