A diretoria do Defensor, do Uruguai, está analisando que tipo de sanção vai aplicar aos zagueiros Matías Malvino e Ramón Arias por uma festa que realizaram na presença de mulheres após a vitória em Medellín por 2 a 0 sobre o Atlético Nacional, válida pelo jogo de ida das quartas de final da Taça Libertadores.

“É preciso esfriar a cabeça”, disse hoje o presidente do Defensor, Daniel Jablonka, desde Medellín aos meios de comunicação uruguaios.

Nas redes sociais circulam várias fotografias tiradas com telefones celulares nas quais é possível observar os atletas ao lado de garotas em situações inusitadas.

Entre as possíveis sanções, segundo admitiu o presidente, está aplicar uma multa e afastar os jogadores do elenco que atuará em 15 de maio em Montevidéu, na partida de volta das quartas de final frente à equipe colombiana.

O Defensor Sporting superou o Atlético Nacional por 2 a 0 e conseguiu uma boa vantagem para garantir classificação para as semifinais pela primeira vez em sua história.

Malvino e Arias, ambos de 22 anos, são jogadores criados nas categorias de base do Defensor Sporting. O primeiro atuou durante toda partida contra os colombianos e Arias esteve entre os reservas, mas não entrou em campo do estádio Atanasio Girardot.

Veja mais fotos na galeria acima.

Sem mais artigos