Técnico da seleção espanhola, que escolheu a cidade de Curitiba como sede para a disputa da Copa do Mundo de 2014, Vicente del Bosque afirmou nesta sexta-feira (24) que acredita que a Arena da Baixada, estádio cujas obras de reforma estão atrasadas, ficará pronto a tempo de receber o torneio.

“Em quase todas as Copas, a priori, há muitas dificuldades, tudo são problemas, mas depois tudo vai bem. Acredito que Curitiba conseguirá levar seu estádio adiante”, declarou, em tom otimista, durante um evento em que recebeu, em nome da seleção espanhola, a Medalla de la Ciudad de Huelva.

O treinador ainda explicou a escolha da capital paranaense como “casa” da atual campeã mundial.

“É uma cidade de clima mais ameno, o que é melhor para nós”, justificou Del Bosque, que reiterou as dificuldades que a Fúria deverá enfrentar e o favoritismo da seleção brasileira ao título por se tratar da anfitriã.

“Há adversários muito fortes, seleções que nos últimos anos estiveram muito afastadas dos sucessos porque a Espanha foi a que venceu nos três últimos campeonatos (duas Eurocopas uma Copa do Mundo) e agora todos querem vencer. É preciso levar em conta que se joga em outros continentes, que o Brasil é o favorito, mas que há seleções fortíssimas na Europa, na América e até mesmo na África”, analisou.

Sem mais artigos