Comandados por Luis Aragonés na conquista do título da Eurocopa de 2008, os jogadores David Villa, Iker Casillas e Andres Iniesta lamentaram neste sábado (01) a morte do treinador, aos 75 anos, vítima de leucemia.

Casillas, que como capitão da Espanha ergueu a taça da Euro-2008, afirmou se considerar devedor do técnico no plano pessoal.

“Se foi uma das pessoas mais influentes que tive e à qual o futebol deve ser mais agradecido. Suas ideias até hoje nos deram grandes resultados. Sempre nos lembraremos dele”, declarou o goleiro ao site sefutbol.com.

“A título pessoal, lhe devo muito pessoalmente. Me influenciou muito desde os 26 anos. Sempre lhe tive muito carinho e me consta que era um sentimento recíproco. Quero manifestar pêsames a sua família e que saibam que Luis sempre estará em um lugar privilegiado na história de nosso futebol. É um dia triste para o futebol espanhol”, acrescentou.

Autor do gol que deu o título à Espanha na Copa do Mundo de 2010, na final contra a Holanda, Andrés Iniesta também elogiou Aragonés e lhe agradeceu por seus ensinamentos.

“Muito obrigado por tudo o que nos ensinaste, por tudo o que nos deste… Nos lembraremos de você. Até mais, técnico. DEP (descanse em paz)”, escreveu o jogador do Barcelona em sua conta no Twitter.

“É um dia muito triste. Se vai um dos maiores. Obrigado por me ensinar grande parte do que sou”, disse Villa em sua conta na mesma rede social.

Também no Twitter, o ex-atacante inglês Gary Lineker lembrou de quando foi dirigido por Aragonés na década de 1980 no Barcelona.

“Tive a sorte de ser treinado no Barça por Luis Aragonés. Grande líder e personagem maravilhoso. Triste ao saber que morreu”, disse o artilheiro da Copa do Mundo de 1986.

Del Bosque: “Luis foi um homem chave na história do esporte espanhol”

O atual técnico da seleção espanhola Vicente del Bosque também lamentou o falecimento de seu antecessor no cargo, Luis Aragonés, a quem disse considerar que foi um “homem chave” na história do esporte nacional.

“Lembraremos deste dia com muita tristeza”, acrescentou Del Bosque em declarações que ao site sefutbol.com.

Del Bosque sucedeu Aragonés no comando da ‘Fúria’ em julho de 2008, logo após a conquista da Eurocopa.

“Sem dúvida, ele marcou o caminho desta última etapa tão bem-sucedida. Tinha uma longa experiência como técnico e, pessoalmente, sentia por ele um apreço especial”, acrescentou.

Vicente del Bosque foi informado sobre o falecimento pouco depois de ter ocorrido, por volta das 6h15 locais (3h15 de Brasília), na Clínica Cemtro, em Madri.

“Me inteirei com uma mensagem às sete da manhã. Sabia que ele tinha algum problema de saúde, mas nunca imaginei que o desenlace seria este”, declarou.

“Um dia triste para nosso futebol. Perdemos um homem chave na história do esporte espanhol”.

Luis Pereira diz que Luis Aragonés foi seu “melhor” treinador

Ídolo no Palmeiras e no Atlético de Madrid, o ex-zagueiro Luis Pereira, que foi comandado por Luis Aragonés no clube espanhol, destacou a personalidade do ex-técnico e o classificou como o “melhor” técnico que teve.

“Era uma pessoa maravilhosa, um dos mais grandes profissionais do futebol. Como treinador, foi o melhor que tive. Antes de tudo, era um amigo. Marcou muito no futebol espanhol, não só no Atlético de Madrid. Na seleção, mostrou ter uma capacidade enorme”, disse o brasileiro em entrevista ao site do clube.

Para Luís Pereira, Aragonés também foi “como um pai para os jogadores, uma pessoa encantadora”.

Sem mais artigos