O Comitê Olímpico da Hungria (MOB) recebeu uma ameaça anônima na qual adverte que a delegação do país será alvo de um atentado se participar dos próximos Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi.

Segundo a ameaça, que chegou ao MOB em um e-mail em inglês e russo, a delegação húngara “deveria ficar em casa” ao invés de participar da reunião olímpica, informou nesta quarta-feira (22) o órgão em seu site, embora sem oferecer mais detalhes.

O presidente do MOB, Zsolt Borkai assegurou que “é preciso levar a sério as ameaças” e informou sobre o ocorrido aos organizadores e ao Comitê Olímpico Internacional.

Borkai explicou também que entrou em contato com as forças de segurança húngaras.

Sem mais artigos