Adilson Batista não aguentou a pressão de tantas derrotas seguidas no Corinthians e, após a derrota por 4 x 3 para o Atlético Goianiense, pediu demissão ainda no vestiário do Pacaembu.

Quando assumiu o Corinthians, Adilson tinha a missão de continuar o elogiado trabalho de Mano Menezes, que deixou o Timão com 24 pontos em 11 jogos – e era o líder da competição. Agora, o alvinegro está na terceira colocação, com 49 pontos – Adilson comandou 17 jogos e obteve sete vitórias, quatro empates e seis derrotas.

Sem mais artigos