As provocações da torcida atleticana ao técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, no primeiro jogo da semifinal da Copa do Brasil, na última semana deram o que falar. Os rubro-negros levaram imagens da modelo Carol Portaluppi, filha do treinador gremista, a fim de provocar o rival. Questionado sobre o assunto, o técnico do Atlético/PR, Vagner Mancini, apoiou esse tipo de provocação, que não culmine em violência, é sadia para o futebol.

“Eu tinha visto na chegada ao estádio. Chama a atenção o gesto do torcedor. Lógico que a intenção, e eu até vi a entrevista dele depois, era botar um pouco mais de pimenta no jogo. Tudo feito dentro de uma normalidade é válido. Quando uma atitude gera uma violência, aí não, aí tem que abominar do futebol. Mas uma brincadeira, desde que seja saudável, tudo bem” – afirmou.

Filha de Renato Gaúcho, Carol é modelo e é comum ver fotos da moça de biquíni, profissionais ou simplesmente fotos da garota na praia. Os atleticanos fizeram uma montagem, colocando o símbolo do Furacão no biquíni de Carol e levando para o estádio. A própria jovem admitiu que ‘deu muita risada’ com o fato. Pai de duas filhas, Vágner Mancini diz que não teme uma possível resposta da torcida gremista.

 “Eu tenho duas filhas e não quero (que levem imagens delas), mas minhas filhas não vão bater foto de biquíni também, não” – falou o comandante rubro-negro, aos risos.

Sem mais artigos