Assim que acabou o jogo do Fluminense contra o Guarani, pela última rodada do Brasileirão, a emoção tomou conta de todos. Entre eles, Muricy Ramalho era um dos mais agradecidos.

O técnico tetracampeão (três vezes com São Paulo e uma com o Flu) relembrou um grande inspirador de sua carreira: Telê Santana.

“Eu sonhei com o Telê! Sonhei que dei um abraço nele e ele estava super feliz. Isso aí foi demais, cara! Eu tenho certeza que ele está feliz agora. Eu vi ele vivo!”, disse bastante emocionado.

Pouco antes, ainda dentro de campo, Muricy relembrava a própria importância para o grupo de jogadores.

“A estrutura é importante. Ajuda a ganhar, mas o homem ainda faz a diferença. É ele que faz a esteira se mover e a bicicleta andar. No Fluminense, estou ajudando a fazer isso. Não sou um cara radical, não me importo com o que o jogador faz fora do clube se ele cumpre com suas obrigações. Aqui o ambiente é bom e quando precisou de um técnico, eu fui no momento certo”, afirmou.

Depois do título, Muricy se emociona: "Sonhei com o Telê"

Sem mais artigos