O ex-atacante Romário, que atualmente trabalha como deputado federal, lidera a lista de 11 personalidades escolhidas na noite da última segunda-feira (31) para fazer parte do Hall da Fama do futebol mexicano.

O escritório do Hall, em Pachuca, centro do México, informou que, além de Romário, foram escolhidos o meia colombiano Carlos Valderrama e os treinadores César Luis Menotti e Alex Ferguson.

Valderrama, que jogou três Mundiais com seu país, é um dos melhores jogadores colombianos do Século XX, o argentino Menotti foi o estrategista da seleção de seu país campeã mundial em 1978, enquanto o escocês Alex Ferguson foi técnico do Manchester United por mais de duas décadas até o ano passado.

Javier Aguirre, treinador do Espanyol, Manuel Lapuente, técnico do México na Copa do Mundo da França em 1998, e Nemesio Díez, ícone do Toluca, são os três mexicanos escolhidos em 2014.

Além deles, também serão homenageados Leonardo Cuéllar, jogador aposentado e treinador da seleção feminina do México, assim como Santiago Bernabéu,ex-jogador, ex-treinador e ex-presidente do Real Madrid espanhol, Giuseppe Meazza, bicampeão mundial com a Itália, e o ex-jogador espanhol Isidro Lángara, que jogou o Mundial da Itália em 1934.

O Hall da Fama do México tem entre seus membros os melhores jogadores da história liderados pelo brasileiro Pelé e o argentino Diego Armando Maradona, além de treinadores, árbitros e diretores de grande trajetória internacional ou no futebol mexicano.

Sem mais artigos