Afastado do gramado devido a uma leucemia, o jogador Stiliyan Petrov, do Aston Villa, pode ter contraído a doença quando criança após o desastre de Chernobyl em 1986.

De acordo com o jornal “The Sun”, o atleta, nascido na Bulgária, país vizinho da Bulgária, pode ter convivido toda sua infância com vegetais contaminados pela radiação vinda da região onde estava o reator que explodiu.

“O acidente aconteceu no final da primavera e a população estava consumindo vegetais radioativos e outros tipos de comida. Muitas pessoas, que eram crianças na época, sofreram câncer por causa disso. Nós os chamamos de ‘Crianças de Chernobyl’. A maioria nasceu na mesma região que Stiliyan”, afirmou Mihail Iliev, médico da seleção búlgara.

“Não há outros casos da doença na família e é por isso que penso que Stiliyan foi vítima da falta de informação do antigo regime comunista quando o reator nuclear de Chernobyl explodiu e a nuvem radioativa veio para o nosso país”, completou.

Sem mais artigos