O técnico Diego Pablo Simeone, atualmente no Atlético de Madrid, afirmou que não pensa na possibilidade de treinar o Real Madrid, caso fosse convidado pela diretoria do clube rival. “O Real Madrid eu não dirigiria. Serei um louco, mas ainda me guio no futebol com o coração”, afirmou o argentino, que divide a liderança do Campeonato Espanhol com o Barcelona, em entrevista à emissora de rádio “Rock & Pop”, de Buenos Aires.

O comandante ressaltou que se sente bem a frente do clube da capital, com o qual tem contrato até o fim desta temporada. “Tomara que possamos seguir jogo a jogo conquistando o que sempre quis para o Atlético de Madrid, desde que cheguei aqui”, explicou.

Simeone aproveitou a oportunidade para destacar a principal estrela da sua equipe, o colombiano Falcao García. “É um finalizador, um jogador agressivo e comprometido com o trabalho da equipe. Ele sabe o que faz”, descreveu o treinador.

Diego Simeone admite "loucura" e diz que nunca treinaria o Real Madrid

Sem mais artigos