O atacante Diego Tardelli foi até o CT do Galo na manhã nesta terça-feira para se despedir de colegas do, agora, antigo clube. O jogador está pronto para se mudar de vez para a Rússia, onde já estreou pelo Anzhi Makhachkala, time onde também atuam Roberto Carlos e Jucilei.

Diego Tardelli aproveitou a rápida passagem pelo Brasil para deixar uma carta a todos os torcedores atleticanos. No depoimento, o atacante destaca alguns jogos e momentos vividos dentro do clube onde atuou por dois anos e promete um dia voltar ao Atlético-MG.

Veja alguns trechos da carta de Diego Tardelli

‘Difícil achar uma palavra para descrever tudo o que aconteceu comigo durante esses dois anos e três meses em que estive no Atlético, mas posso garantir e afirmar que foram de muitas alegrias e sucesso. Sempre me dediquei ao máximo quando entrava em campo, e, quando escutava o grito de ‘TARDELLI GOL’, me transformava em 90 minutos, mesmo nas situações mais difíceis e adversas.

Obrigado pelo amor que me foi dado de cada torcedor atleticano, crianças, homens, mulheres, senhoras e senhoras! Essa torcida me acolheu, acreditou em mim e eu, em troca de tudo isso, só poderia retribuir com a minha entrega e gols, pois esta camisa só se pode vestir assim. Sentirei falta da ‘Massa’ gritando meu nome no Mineirão, que durante muito tempo foi a nossa casa.

Gostaria de agradecer aos jogadores, comissão técnica e aos funcionários do clube: sem vocês eu não teria alcançado esse sucesso. E por incrível que pareça, sentirei falta das concentrações, das viagens, das palhaçadas, daquela resenha no almoço, na janta e no lanche da noite, enfim, foram vários momentos marcantes, como na visita do nosso guerreiro Arthur. A oportunidade de estar no hospital Odilon Behrens com aquelas crianças fantásticas que me fizeram dar mais valor à vida.

Sempre lembrarei dos jogos contra o São Paulo no Mineirão, 2 a 0; 2 a 1 com o Atlético-PR; 3 a 2 contra o Santos, ainda no Mineirão, 4 a 1 no Flamengo ano passado e os 4 a 3 no Cruzeiro (momento marcante na minha vida). E é claro, a final do Campeonato Mineiro (de 2010), onde pude gritar ‘É campeão’.

Gostaria de agradecer todos da imprensa mineira. Mesmo com algumas críticas à minha pessoa, sempre procurei entender e me fortalecer, procurei respeitar todos, assim como sempre me respeitaram.

Agradeço ao professor Émerson Leão, que mais uma vez acreditou em mim e me trouxe para o lugar certo, na hora certa!Com o Atlético eu realizei vários sonhos: pude ser convocado para a Seleção Brasileira e quase cheguei à Copa do Mundo, ganhei premiações importantes, fui artilheiro do Mineiro e do Brasil.Obrigado mais uma vez Massa Atleticana!

E por último, queria agradecer ao presidente Alexandre Kalil. Espero não o ter decepcionado, assim como combinamos no primeiro dia em que nos conhecemos e nos reunimos, e quero dizer que minha história aqui está apenas começando.

Desejo muita sorte ao elenco do Galo nesta caminhada. Mesmo de longe estarei torcendo por cada um de vocês, estarei comemorando com cada vitória e cada conquista! Nos encontramos em breve…


Abraços,
Diego Tardelli 9’

Sem mais artigos