A presidente Dilma Rousseff e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, inauguraram neste sábado (15) a Copa das Confederações em meio a uma sonora vaia vinda das arquibancadas do Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília.

Mesmo diante de um visível ato de reprovação por parte dos presentes, Blatter declarou que a Fifa e os torcedores “estão todos unidos para uma festa do futebol no país pentacampeão” e expressou seu “prazer” em dar “boas-vindas” ao estádio, “as autoridades brasileiras e à presidente Dilma Rousseff”.

Ao notar a insistência das vaias, o presidente da Fifa repreendeu o público ao indagar: “Amigos brasileiros, onde está o respeito ao ‘fair play’?”, passando a palavra a Dilma, que, sem disfarçar seu mal-estar, foi rápida em suas declarações.

“Eu declaro oficialmente aberta a Copa das Confederações 2013”, afirmou a presidente com uma expressão de desgosto no rosto.

Após essas breves declarações, os torcedores presente no Mané Garrincha, com as seleções do Brasil e do Japão já em campo, se silenciaram para ouvir os hinos nacionais de ambos os países.

Dilma e Blatter recebem sonoras vaias na abertura da Copa das Confederações

Sem mais artigos