A presidente Dilma Rousseff inaugurou neste domingo (16) a Arena Castelão, em Fortaleza, o primeiro estádio da Copa do Mundo 2014 a ficar pronto. Dilma visitou as instalações do estádio, que durante o Mundial terá 65 mil assentos, cortou uma fita verde e amarela na porta do túnel de vestiários para simbolizar sua inauguração e depois se dirigiu ao gramado para conversar e tirar fotos com dezenas de operários que participaram das obras.

Em seguida, a presidente deu o tradicional pontapé inicial no gramado. Para atender os fotógrafos, Dilma chutou a bola duas vezes. Logo depois foi transmitida, através de um dos telões do novo estádio, uma mensagem do presidente da Fifa, Joseph Blatter.

Em discurso, Dilma disse que a construção deste estádio “de categoria internacional” demonstra que o Brasil “é capaz” de assumir e cumprir seus compromissos. Depois da cerimônia, os portões foram abertos para o público, que chegou em peso para acompanhar a apresentação do cantor Fagner.

Apesar de já estar concluído, o Castelão só deve receber seu primeiro jogo no final de janeiro, provavelmente uma rodada dupla envolvendo o Fortaleza e o Ceará, que jogarão contras adversários da Copa do Nordeste.

O Castelão foi construído em 1973 e, sua reforma, na qual foram investidos R$ 518 milhões, exigiu a demolição de uma tribuna completa e das escadarias inferiores. O estádio está dotado de uma fachada de aço inoxidável e vidro, da qual sobressaem 60 pilares metálicos brancos de 42 metros de altura que sustentam a cobertura.

O projeto também inclui um museu do futebol do estado do Ceará, que tem vista para o campo, um centro comercial com 58 lojas, um auditório, um cinema e um edifício auxiliar onde estão instaladas duas secretarias do Governo estadual desde o ano passado. O orçamento da obra inclui os custos de operação do estádio até 2018, segundo explicou o secretário especial para a Copa do Mundo do governo do Ceará, Ferruccio Feitosa.

Depois do Mundial, o estádio ampliará sua capacidade para 67.037 assentos ao eliminar parte do espaço que agora está reservado à imprensa. Durante a Copa do Mundo, o Castelão receberá seis jogos, três de cabeças-de-chave da primeira fase, entre eles um do Brasil, um das oitavas de final e um das quartas.

Sem mais artigos