A polêmica escolha de Paulo César de Oliveira para comandar a semifinal entre Palmeiras e Corinthians vai dar o que falar. Em entrevista ao jornal “Lance!”, o vice-presidente de futebol do clube, Roberto Frizzo, pediu para que a Federação Paulista de Futebol (FPF) volte atrás e troque o juiz do duelo.

“O Palmeiras acredita no bom senso da Federação para alterar isso. Entendemos que isso possa colocar em risco até a segurança do jogo. A torcida pode ter atitudes de protesto e até nossa integridade poderá ser ameaçada”, disse o dirigente.

A novela começou após o “Jornal da Tarde” antecipar na última quarta-feira (27) que Paulo César de Oliveira comandaria o clássico paulista após ter sido indicado pelo Corinthians. No entanto, para a escolha do árbitro, a FPF fez um sorteio com ele e mais 26 juízes, o que impediria com que alguém soubesse quem seria o comandante do duelo.

Segundo a reportagem, a diretoria do Palmeiras não teria feito nenhuma restrição ao nome, mas Frizzo lembrou a insatisfação alviverde do passado com Paulo César de Oliveira.

“Não houve acordo ou conversa sobre arbitragem. Por várias vezes, já o vetamos. Paulo César tem um histórico ruim conosco. Temos uma relação de quase 30 maus momentos com ele”, completou o dirigente em entrevista ao “Lance!”.

Sem mais artigos