O sérvio Novak Djokovic sofreu nesta sexta-feira sua segunda derrota nas Finais da ATP, desta vez para o amigo e compatriota Janko Tipsarevic, e agora depende de uma derrota do tcheco Thomas Berdych para o espanhol David Ferrer, ainda hoje, para não ser eliminado ainda na primeira fase do torneio disputado em Londres.

Após 2h07min de partida na O2 Arena, o número um do mundo foi derrotado por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 3-6, 6-3 e 6-3. Na última quarta, ele já havia caído diante de Ferrer, que mais tarde entrará em quadra com o primeiro lugar do grupo A já garantido.

No final de uma longa temporada na qual assinou uma das melhores trajetórias da história do tênis, ‘Djoko’ chegou a Londres com problemas físicos que o obrigaram a perder vários torneios.

Tipsarevic, por sua vez, participa da competição apenas por que o britânico Andy Murray desistiu da disputa por conta de uma lesão na coxa, e entrou em quadra já sem chances de alcançar as semifinais depois de ter perdido por Berdych na estreia.

Mesmo assim, o nono colocado do ranking da ATP adotou o lema “Amigos, amigos. Negócios à parte” e deu muito trabalho para ‘Djoko’.

No primeiro set, Djokovic quebrou o saque do adversário logo no começo e conseguiu manter a vantagem até o fim para fechar em 6-3. No segundo, o equilíbrio se manteve no começo, e placar apontava empate em 3-3. A partir daí, Tipsarevic venceu três games consecutivos e empatou o confronto em 1 a 1.

O resultado da terceira parcial pouco importava para ‘Nole’, que sairia da partida, perdendo ou ganhando por 2 sets a 1, dependendo de uma derrota de Berdych. Assim, ele se mostrou desmotivado e teve o serviço quebrado logo no primeiro game. Depois, não teve forças para reagir e perdeu o saque novamente no nono game, com o compatriota fechando novamente em 6-3.

Sem mais artigos