Assim como aconteceu com o espanhol Rafael Nadal na quinta-feira, o sérvio Novak Djokovic se viu em desvantagem no jogo desta sexta-feira contra o tcheco Radek Stepanek, mas, ao contrário do número 2 do mundo, o líder do ranking conseguiu vencer de virada e avançou à quarta rodada do torneio de Wimbledon.

Nadal foi eliminado na segunda rodada por outro tenista da República Tcheca, Lukas Rosol. Com o teto da quadra central fechado para evitar que a partida fosse interrompida pela chuva, Djoko correu o risco de também voltar para casa mais cedo, mas reagiu e bateu Stepanek por 3 sets a 1, com parciais de 4-6, 6-2, 6-2 e 6-2, em 2h49min.

Atual campeão, ‘Nole’ terá pela frente na próxima fase o compatriota Viktor Troicki, que também nesta sexta derrotou o argentino Juan Mónaco por 3 a 0 (7-5, 7-5 e 6-3).

Número 27 do mundo, o tcheco teve um bom começo de jogo e, sacando bem, venceu o primeiro set. No entanto, Djokovic reagiu e passou a levar a melhor principalmente nas trocas de bola mais longas até fechar o duelo em 3 a 1.

Após o jogo, o sérvio garantiu que entrou em quadra concentrado e não se deixou influenciar pela queda de Nadal na véspera.

“Não, realmente não (pensava na eliminação de Nadal). Estava concentrado em meu adversário de hoje, um jogador com muito talento e experiência”, declarou o líder do ranking.

Sem mais artigos