Novak Djokovic venceu John Isner e se classificou para a final de Indian Wells, onde espera o suíço Roger Federer para um novo capítulo de uma das grandes rivalidades do tênis que, nas palavras do sérvio, “sempre é um desafio” para os dois jogadores.

“O ano passado não foi bom para Federer, mas este ano está jogando como fez na maior parte de sua carreira, em um nível muito alto. Foi genial em Dubai. Tivemos uma partida dura e interessante nas semifinais. Sempre que nos enfrentamos é um desafio enorme para os dois e muito poucos pontos decidem o vencedor”, elogiou Djokovic em entrevista coletiva.

Djokovic venceu nas semifinais o americano John Isner por 7-5, 6-7(2) e 6-1 em duas horas e 23 minutos, e buscará seu primeiro campeonato da temporada e o terceiro em Indian Wells após as vitórias das edições de 2008 e 2011.

“É Federer, sabes que podes esperar dele. Sempre rende muito, especialmente nas finais. Sempre são partidas tensas, emotivas e igualadas. Nas últimas 15 que jogamos acho que não houve claros favoritos”, lembrou o número dois do mundo.

A grande decisão do Masters 1000 de Indian Wells acontece às 18h (horário de Brasília).

Sem mais artigos